29/01/2018

6 dicas simples para reduzir os custos de sua farmácia

Os efeitos da crise político-econômica acertaram em cheio o varejo farmacêutico, que tem enfrentado grandes dificuldades para aumentar a sua lucratividade. Um dos esforços mais importantes neste sentido deve ser, justamente, reduzir os custos ao máximo.

A verdade é que a crise financeira mudou o comportamento do consumidor com relação ao seu gasto com medicamentos, reduzindo drasticamente o ticket médio devido a um enxugamento nas compras.

Outro aspecto que influenciou significativamente nesse quadro foi o aumento da inflação em cima de medicamentos, que reduziu o lucro dos empreendedores do setor, obrigando-os a ter um maior volume de vendas para manter sua lucratividade.

Por conta desses e de outros fatores, reduzir os custos de sua farmácia é uma estratégia fundamental para aumentar a sua lucratividade. Por isso, separamos nesse artigo seis dicas para ajudar você a enxugar as contas e aumentar seu lucro o quanto antes. Confira!

 

1. Sistema de cadastro via código de barras

Embora pareça contraditório, contratar um sistema de cadastro de produtos através de código de barras é uma das primeiras alternativas para reduzir os custos de sua farmácia. Com esse tipo de sistema, seu negócio terá uma redução considerável na quantidade de erros relacionados a estoque.
Entre esses erros, podemos incluir aqueles que nos levam a perder estoque como, por exemplo, achar que um produto acabou enquanto ele está em estoque, e acabar perdendo esse item devido à sua data de validade.

Se já é difícil controlar os prazos de validade para evitar enviar os medicamentos para incineração, podemos ao menos diminuir este problema com uma gestão mais qualificada do estoque, lançando mão dessa tecnologia simples e extremamente eficaz.

 

2. Cadastrar seus produtos corretamente

Cadastrar seus produtos com o NCM correto vai, certamente, reduzir os seus custos tributários. Produtos cadastrados com a codificação errada podem acabar gerando impostos mais elevados do que deveriam, e nesse caso sua empresa está perdendo diretamente com isso.

Além disso, cadastrar um produto com um NCM que faz com que pague impostos reduzidos pode ocasionar em multas e punições severas aplicadas pela Receita Federal.

3. Recuperar impostos pagos a mais

 

Estima-se que nada menos do que 95% das empresas paguem tributos a mais ao fisco. Será que você está entre os 5% agraciados que não sofrem deste problema? Difícil!

Isso acontece devido ao excesso de obrigações e burocracias impostas pelo fisco, o que leva a um mesmo tributo ser pago por três empresas diferentes, por exemplo.

A boa notícia é que é possível recuperar grande parte destes valores, dos cinco anos anteriores, por meio de medidas administrativas junto à Receita Federal, sem que seja necessário travar batalhas judiciais.

Neste ebook, explicamos melhor como funciona este processo e por que a sua empresa está perdendo dinheiro ao não contar com este tipo de serviço.

 

4. Fazer um bom planejamento tributário

Embora grande parte das farmácias seja cadastrada como Simples Nacional – cerca de 80% – em alguns casos pode ser interessante mudar o regime de tributação. Se você conseguir arrumar a casa, em alguns casos é mais vantajoso mudar para o Lucro Real e, assim, reduzir os valores pagos com impostos. Uma boa contabilidade deve lhe orientar sobre essa escolha e ajudá-lo a estudar maneiras de pagar menos impostos de forma legal.

Lembre-se: o contador não é só aquele que recolhe as guias e cumpre suas obrigações fiscais. Ele deve justamente usar estes números do negócio para ajudar o cliente na tomada de decisões estratégicas que ajudarão na redução dos custos e no aumento da lucratividade.

 

 


 

5. Contratar com mais cautela

Um dos grandes gargalos financeiros das farmácias são os custos com pagamento de rescisão contratual. Isso acontece pois muitas lojas acabam não fazendo uma avaliação mais completa do candidato à vaga de emprego anunciada.

Buscar referências, tanto profissionais quanto pessoais, e aproveitar o de forma inteligente o período de experiência – de até 90 dias – pode reduzir a rotatividade de funcionários em sua farmácia, reduzindo assim seus gastos com pagamento de rescisões de contrato.

 

6. Ter um consultor tributário

Trabalhar ao lado de um consultor tributário competente pode reduzir consideravelmente os custos com a sua farmácia. Esse facilitador vai impedir que você pague tributos duplicados, cadastrar seus produtos corretamente, cuidar de seu certificado digital e enviar as documentações corretas para os conselhos reguladores, controlando os prazos e evitando custos.

A CF Contabilidade tem um núcleo especializado em farmácias, com planos especiais para esse segmento, que conta com sistema de gestão de estoque, ajuste de NCM de medicamentos, entre outros serviços que auxiliarão sua empresa na difícil missão de reduzir seus custos tributários.

Entre agora em contato conosco e confira nossos planos e condições para farmácias e drogarias.