16/03/2018

Franquia de contabilidade ou empresa própria: como escolher

Muitos contadores têm dúvidas sobre abrir uma franquia de contabilidade ou arriscar a abertura de uma empresa própria. Por conta disso, nesse artigo procuraremos resumir os tópicos que devem ser levados em consideração na hora de tomar essa importante decisão na sua carreira.

CARACTERÍSTICAS DE UMA FRANQUIA DE CONTABILIDADE

Para começar, é interessante entender o modelo de franquia. A franquia é amplamente utilizada e conhecida em outros setores comerciais, como alimentação e beleza, mas ainda não é uma opção tão popularizada em outras áreas, como contabilidade, negócios e advocacia, embora seja tendência.

A essência do modelo é a mesma no segmento da contabilidade: já ter uma marca e estrutura consolidadas no mercado. E, como tudo na vida, tem suas vantagens e desvantagens.

No caso específico da área contábil, a franquia oferece uma padronização dos processos contábeis que evita grande parte do trabalho para estipular tais processos na abertura da empresa. Optando por ser um franqueado, você já recebe esse modelo pronto da empresa franqueadora.

Além dos modelos processuais e dos possíveis fornecedores, você é acompanhado na implementação da unidade, da seleção do ponto ao projeto de arquitetura, bem como auxiliado na parte administrativa, no sistema de gestão e no suporte em marketing.

A franquia contábil conta com todo o assessoramento, como se pode ver, desde a decisão de abrir a franquia, passando pela escolha do ponto, pelo projeto físico, pela parte burocrática, gestão de qualidade, suporte de marketing, política de vendas, treinamento ao contador e todo o sistema de gestão.

 


 

FRANQUIA DE CONTABILIDADE OU ESCRITÓRIO PRÓPRIO: QUAL A DIFERENÇA DE INVESTIMENTO INICIAL?

A franquia de contabilidade apresenta inúmeras vantagens para aqueles que procuram um investimento seguro que dê resultados a médio prazo. É claro que ela conta com um investimento que deve ser planejado, pois há diversas taxas envolvidas nesse investimento, como aquisições de softwares, treinamentos, taxas de franquia e de corretagem.

Nesse sentido, talvez um escritório próprio apresente um investimento inicial bem menor do que o exigido por uma franquia de contabilidade. No entanto, também haverá custos para o branding da nova empresa, planejamento estratégico, campanhas eficientes de marketing, contratação de outros funcionários ou até mesmo consultorias de um profissional experiente para acompanhar os primeiros passos da empresa.

Portanto, a franquia de contabilidade apresentará provavelmente um investimento maior do que uma micro ou pequena empresa. Porém, as suas possibilidades de lucro a médio prazo são mais seguras visto que você contará com a marca de uma empresa que já está mais consolidada no mercado e a aquisição de clientes também ficará por conta da publicidade da empresa, que provavelmente cobrará uma taxa sazonalmente.

 

FRANQUIA CONTÁBIL OU MINHA PRÓPRIA MARCA: QUAL A MELHOR ESCOLHA A LONGO PRAZO?

O principal ponto que deve ser pesado nesse caso não é econômico e sim ideológico: é o seu sonho ter sua própria marca? Não consegue abrir mão de ter autonomia nos seus processos e faz questão de criar algo de maneira inovadora, criativa, ousada, audaciosa? Se a sua resposta for sim, de repente o modelo de uma franquia pode parecer engessado demais ou sem flexibilidade.

No entanto, para aqueles que querem dar um passo seguro na carreira e começar de forma mais sólida e estruturada, construir uma marca do zero pode ser um passo demorado e trabalhoso. Não é tão simples definir valores, missão, identidade visual, comunicação com o cliente sozinho e geralmente não há muito capital para investir inicialmente com profissionais capacitados de criar uma marca à altura de uma marca que já está há anos no mercado.

Portanto, é uma decisão que tem a ver com escolha de vida, propósito e vontade de se dedicar ou não à criação de uma marca, de uma empresa e de tudo o que envolve o processo.

 

FRANQUIA DE CONTABILIDADE OU EMPRESA PRÓPRIA: ANALISANDO DETALHADAMENTE

Para ajudar a esclarecer algumas dúvidas, faremos uma rápida comparação com alguns pontos de ambos.

LIBERDADE

Como vimos, a franquia não apresenta tanta liberdade quanto uma empresa própria, pois os protocolos de ação e os processos já estão sistematizados por uma empresa com mais experiência que já testou aquilo que é mais rentável e o que dá mais certo. Portanto, se você deseja inovar por sua conta sem ter que comunicar a ninguém, talvez uma empresa própria seja o melhor caminho.

COMPETIÇÃO NO MERCADO

Definitivamente, a competição no mercado é bem mais tranquila quando se tem uma franquia, pois é possível oferecer um preço competitivo e compatível com a segurança de estar vendendo uma marca consolidada. Ao abrir uma empresa própria, é necessário estar sempre fazendo pesquisas de mercado e muitas vezes ter um investimento maior por estar sozinho e, por isso, não conseguir apresentar um preço tão competitivo quanto o de um franqueado.

SISTEMAS

Os sistemas de uma franquia contábil são fornecidos dentro do pacote da taxa de franqueamento. Um franqueado usa os mesmos sistemas de todos.

Se você quiser uma empresa própria, há a desvantagem de ter que comprar um sistema por conta própria.

PROPAGANDA E ATENDIMENTO AO CLIENTE

A parte de marketing, no caso de uma franquia de contabilidade, é geralmente dividida entre todos os franqueados, geralmente um custo bem mais baixo e acessível do que o marketing de uma empresa. O atendimento ao cliente também tem protocolos prontos pela empresa franqueadora e suporte para qualquer eventual problema.

No caso de uma empresa própria, é preciso pensar no marketing e construir os próprios protocolos de atendimento ao público, visto que é importante ter um padrão nessa área.

FRANQUIA DE CONTABILIDADE OU AUTONOMIA: QUAL O PASSO-A-PASSO DE CADA UM?

Embora sejam opções dentro do mesmo mercado, o passo-a-passo para criar uma franquia é bem diferente do processo da abertura de uma nova empresa.

Para abrir uma nova empresa, é preciso estar ciente do formato de negócio que você vai abrir, do processo burocrático, dos serviços que você vai precisar e da estrutura que a empresa vai ter. Por exemplo, pode ser que você escolha alugar uma sala, contratar sistemas, distribuir material de marketing, contratar uma assistente, equipar o escritório etc. Tanto os cálculos com a estrutura física quanto com a estrutura estratégica devem ser calculados antes com uma margem de folga para efetuar essa abertura sabendo que o retorno de lucro pode demorar um pouco até firmar o nome da marca e conseguir os primeiros clientes.

No caso de uma franquia, os cuidados são outros. Em primeiro lugar, você deve conhecer bem o histórico e as opções apresentadas pela empresa a qual você deseja ser franqueado. Como não há muitas opções no ramo contábil, não é uma pesquisa tão longa; porém, você deve estar ciente de todas as taxas envolvidas e de todos os serviços oferecidos no pacote de quando você se associa à empresa. Nesse caso, o investimento talvez seja mais alto financeiramente, mas o passo-a-passo vai te ser dado pela própria empresa e você vai ter assistência na parte mais prática se for o caso de abrir uma loja física. No entanto, hoje já há possibilidade de ser um franqueado que atua só no mercado digital.

De qualquer forma, é sempre bom pesquisar o mercado e se tornar mais conhecedor no assunto. Aqui mesmo, em nosso site, você pode acessar mais artigos para se informar melhor de possibilidades dentro do seu setor.

 

FRANQUIA DE CONTABILIDADE: COMO ABRIR UMA?

Ao longo do artigo, procuramos destrinchar a realidade e as possibilidades de uma franquia de contabilidade e de um escritório próprio. Assim, podemos perceber que há uma diferença clara entre esses dois investimentos e que tanto o novo contador como o contador com anos de experiência deve tomar uma decisão baseado nos valores que são mais importantes para si mesmo. Você preza mais pela estabilidade ou pela criatividade? Você preza mais por algo certo ou prefere se arriscar?

Ao analisar esses aspectos, vemos que a abertura de uma nova empresa, seja de contabilidade ou em qualquer outra área, vai depender muito dos objetivos e dos recursos disponíveis de cada um. Se o contador for alguém que conhece a parte administrativa, tem experiência com negócios e facilidade para networking, a abertura de uma empresa de contabilidade pode ser uma opção interessante que vai oferecer mais liberdade de escolha em cada etapa.

No entanto, se esse não é o seu caso e você acha que a franquia de contabilidade pode ser uma opção segura, viável e estável para começar sua carreira ou mesmo para gerar uma mudança de carreira nesse momento, talvez você esteja se perguntando como fazer para ser um franqueado.

O processo não é difícil, pois você contará com sistemas e protocolos que já estão prontos e já foram testados amplamente por outras empresas e outros franqueados como você. Portanto, não é algo que levará muito tempo para ser iniciado uma vez que você tiver como fazer o seu investimento inicial.

Outra coisa importante de saber é que nós da CF Contabilidade oferecemos dentro do nosso pacote suporte inclusive no seu relacionamento com o cliente. Você estará seguro no backoffice caso clientes de alta demanda cheguem até você. Portanto, aquele medo de não dar conta de muitos clientes não precisa atormentar aquele que escolhe ser um franqueado, pois ele conta com o suporte de uma empresa experiente.

E aí? Interessado em conhecer mais a fundo os planos de franquia para ver o que mais se adapta à sua situação? Entre em contato conosco e agenda uma conversa sem compromisso!