01/02/2019

Postos de Combustíveis: Como aumentar sua margem de lucro em um cenário instável

Atualmente, no Brasil existem 42.200 postos de combustíveis, em contrapartida o número de veículos licenciados é de aproximadamente 2 milhões. Tratando de dimensão continental, o segmento de postos de combustíveis é um dos mais capitalizados e fortes do país, mas gerenciar um posto de gasolina pode ser uma tarefa árdua.

Não basta ter conhecimento do mercado e do cenário econômico para ver a margem do seu negócio crescer. É preciso entender que existem outras  variáveis que impactam diretamente o seu negócio. As mais importantes são as normas e leis vigentes em território nacional.

Desde o início do processo de abertura é necessária máxima atenção para escolha da localização do posto de combustível, essa precisa ser condizente com as regulamentações do Plano Diretor Urbano (PDU) local. Além disso, é de extrema importância que o estabelecimento atenda às normas legislativas estabelecidas para padrões técnicos, metrológicos e de segurança ambiental. Esses são só alguns exemplos da burocracia que pode ser enfrentada por alguém que deseja empreender neste caminho.

Outro ponto que vale atenção são as ineficiências do mercado, entre 1997 e 2017, o Brasil teve um crescimento médio de produtividade de 0,5%, sendo o menor entre os países que fazem parte da BRICS, e aparece em 72º país no ranking de competitividade. E, ainda tem a sétima maior carga tributário do mundo ficando atrás da Dinamarca (1º), França (2º), Suécia (3º), Itália (4º), Austrália (5º) e Noruega (6º).

Para somar ao cenário conturbado temos as dificuldade econômica agravada pelo desequilíbrio nas contas públicas, diversos governos estaduais decidiram aumentar o valor dos impostos a fim de elevar a arrecadação na comercialização da gasolina. No final de 2017, 13 estados decidiram subir o valor das alíquotas de ICMS. A mais alta continua sendo a do Rio de Janeiro, que subiu de 31% para 21%.

Os preços médios da gasolina A em 2016 ficaram mais altos 4,3% na comparação com 2015. Porém, a maior elevação de preços ocorreu no etanol anidro, com 22%, o que representou impacto no custo final da gasolina. Estas alterações também impactaram no aumento de preços da distribuição e revenda, com maior elevação de preços médios para a distribuição, em 11,2%, e para a revenda em 10,1%. A margem média da revenda caiu de 13,3%, em 2015, para 12,4% em 2016, fato que comprova um dos períodos mais difíceis para o comércio varejista de combustíveis.

No final de 2018, com a crise econômica mais aprofundada, houve um pequeno crescimento de participação de postos bandeira branca. Este movimento justifica-se pela migração da revenda embandeirada, principalmente BR, para os desvinculados de marca em função das condições mercadológicas mais favoráveis e liberdade de escolha entre os fornecedores de combustíveis.

O etanol, também, sofreu um aumento. Rio Grande do Sul e Tocantins foram os estados que mais aumentaram as alíquotas de etanol, para 30% e 29%, respectivamente. Já o GNV teve seu crescimento, em 2016, por conta do fator preço o que compensou o investimento no kit de conversão para motoristas que rodam muito.

Vale a pena mencionar que, aproximadamente, 50% dos postos fiscalizados sofrem autos de infrações. Dentre as infrações que mais aparecem são: adquirir ou destinar produto de/para fonte diversa da autorizada; não fornecer amostra-testemunha ou fornecer em desacordo com a legislação, não possuir estoque mínimo obrigatório e comercializar ou armazenar produto não conforme com a especificação.

Para evitar dificuldades com legislação, regulamentação e problemas que podem ser prevenidos com facilidade a CF Contabilidade coleciona um histórico positivo de trabalhos voltados para esse área de negócio. O trabalho da CF Contabilidade é fazer o seu negócio caminhar e, para que isso aconteça de forma saudável, é realizada uma identificação de uma forma de tributação diferenciada para gerar mais valor ao acionista reduzindo as cargas tributárias. Assim, o acionista pode ter mais liberdade para gerenciar e dar mais atenção a outras áreas do seu negócio, inclusive, já disponibilizamos outro artigo sobre como manter a tranquilidade para analisar todos os problemas que surgirem e planejar as melhores decisões para a sua empresa, clique aqui e leia!

 

Gostou do nosso artigo?Para receber mais conteúdos relacionados à postos de combustíveis, inscreva-se aqui!