Vantagens de ter um CNPJ
04/07/2017

Passo a passo para abertura da empresa – Vantagens de ter um CNPJ

Abrir uma empresa, embora requeira um trabalho concentrado, é uma boa fonte de benefícios tanto para o empreendedor quanto para a clientela, pois gera emprego, renda e aumenta a concorrência justa de mercado.

Fazer ações para o crescimento do negócio é importante, mas também, atentando para seu futuro, formalizar um CNPJ é fundamental para proporcionar mais redução e praticidade na hora do pagamento de impostos, flexibilidade em parcerias, melhores acordos com bancos, entre outras vantagens. Mas para isso, é preciso conhecer bem como tirar o documento e torná-lo vigente.

CNPJ: Passo a passo

O CNPJ – é o Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica e com ele é fornecido um registro das informações vigentes da empresa ou do negócio para as administrações fiscais supervisionadas pela Receita Federal, tanto no município, como no estado e em âmbito nacional.

Sendo emitido pela própria Receita Federal, você pode fazer a solicitação diretamente no site da instituição ou então contratar um profissional especializado no processo. Informe todos os documentos necessários: a Ficha Cadastral, o Quadro de Sócios e Administradores, razão social, ramo de atividade, endereço e todos os outros dados solicitados na inscrição do Quadro de Sócios.

Após isso, guarde o recibo que é gerado com a inscrição, pois a numeração deste servirá de consulta no site da Receita para acompanhar seu pedido. Caso não haja erros ou pendências, é necessário imprimir os documentos, reconhecer a firma e levá-los a uma unidade de cadastro informada no site. Dependendo do tempo de envio, seu CNPJ pode ser recebido no prazo de cinco até trinta dias.

Vantagens

Como todo empreendedor necessita de um CNPJ, todas as ações da empresa precisam conter a numeração fornecida pela Receita Federal, inclusive parcerias, mudança de nome e também tributações. Mas não pense que tudo isso só prejudica o negócio. Pelo contrário, o CNPJ fornece muitas vantagens.

  • Emissão fácil de notas fiscais;
  • Desconto em compras de fornecedores;
  • Favorece maiores parcerias e poder de barganha;
  • Credibilidade e melhor posicionamento no mercado.

Além de vantagens diretas com clientes e fornecedores, o dono do negócio também pode aproveitar economias de impostos por meio do CNPJ. O segredo é usá-lo da maneira correta. Um exemplo é a cobrança da alíquota do Imposto de Renda. Para um autônomo, a cobrança de impostos de renda pessoa física, o famoso IRPF, chega a 27,5%, dependendo da lucratividade e do porte do negócio feito. Já com o CNPJ, a cobrança é ainda mais tranquila, com alíquota cobrada em até 6%. Em outros casos, como serviços profissionais ou de consultoria, por exemplo, a cobrança chega até 17%.

Além de economias com o IRPF, o CNPJ também ajuda a retirar lucros isentos desses e de outros impostos cobrados. Ao fechar o balanço do mês, e se você for disciplinado no registro de suas despesas e ganhos, o lucro pode ser direcionado na conta dos sócios (caso haja uma sociedade formada) ou para o próprio dono do negócio, sem cobrança de um imposto adicional, como o INSS ou imposto de renda.

Por isso, se você está pensando em montar sua empresa, esse pode ser um ótimo momento para investir e lucrar!