11/09/2019

DRE: Como anda a saúde financeira do seu negócio?

Uma das principais características do perfil de um bom gestor/empreendedor é saber tomar decisões calculadas. Para isso, ele(a) utiliza uma série de recursos, desde planilhas de vendas a demonstrações financeiras como a DRE.

A Demonstração do Resultado de Exercício (DRE) é um dos relatórios contábeis mais importantes para qualquer gestão. Ela apresenta um diagnóstico da saúde financeira de um negócio, apurando lucros e informando se a situação está no vermelho.

Uma ferramenta crucial para a definição de novas estratégias e metas, a leitura de uma DRE deve estar dentro do seu repertório se você quer conduzir sua empresa da melhor maneira possível.

Sabemos como a contabilidade pode ser intimidadora para quem não conhece gestão financeira a fundo. Mesmo assim, alguns conhecimentos são necessários para que o empreendedor não fique a ver navios em momentos decisórios.

Pensando nisso, elaboramos este artigo com aspectos básicos sobre a DRE visando esclarecer algumas dúvidas que possam surgir. Então deixe o medo dos números de lado e venha impulsionar seu desenvolvimento como gestor conosco!

Uma calculadora e uma caneta estão sobre uma folha de papel contendo uma planilha com diferentes números. Alguns deles estão marcados com setas e confirmações. Os números representam os dados organizados em uma DRE.

Mas o que é a DRE?

De maneira geral, a DRE é um relatório que demonstra de forma ordenada e resumida o comportamento das receitas e despesas de uma empresa em determinado período. Seu principal objetivo é verificar em números se a entidade obteve lucro ou prejuízo, detalhando como se chegou ao resultado.

Segundo a lei nº 11.638/2007, ela é obrigatória a todas as pessoas jurídicas exceto o MEI, devendo ser apurada após o encerramento do ano calendário.

Além disso, a DRE obedece ao regime de competência e é organizada de forma dedutiva. Isto é, as despesas vão sendo deduzidas das receitas até que se chegue ao resultado (positivo ou negativo).

Dependendo do tamanho da empresa, as despesas devem ser detalhadas em grupos diversos, facilitando a compreensão e tomada de decisão. No caso de micro ou pequenas empresas, como farmácias ou bares, a declaração pode ser simples, sem discriminar tais grupos. Já negócios maiores exigem uma DRE completa e minuciosa com categorias de lucro, despesas e até impostos.

Com certeza, saber se o seu empreendimento está dando lucro ou prejuízo é essencial para qualquer gestor. No entanto, a importância da DRE se estende para muito além de um simples boletim de resultados.

Três letras, múltiplos ganhos

Anteriormente, vimos que a DRE é um poderoso instrumento em diferentes decisões que o empreendedor possa vir a tomar. As informações sobre a situação financeira têm a capacidade nortear novas estratégias que otimizarão ou corrigirão algum aspecto na gestão.

Todavia, os benefícios desse tipo de relatório também se aplicam ao macroambiente na qual a empresa está envolvida. Um exemplo interessante é o caso dos financiamentos. Quando um empreendedor busca um valor junto a um banco, a instituição financeira com certeza gostará de saber qual o risco do seu investimento. Tal informação pode ser obtida através dos números na DRE e garantir o montante necessário àquela nova franquia.

Da mesma forma, a DRE ainda serve como fonte de consulta destinada a investidores externos. Afinal, se alguém tem interesse em fazer um aporte no seu negócio, é o caso de conhecer as finanças dele, certo?

Por fim, o fato de a Demonstração ser exigida anualmente por lei não é por acaso. É através dela que o governo faz a conferência do lucro que foi declarado no Imposto de Renda e apura se os impostos foram calculados de maneira apropriada.

Uma série de portas enfileiradas se apresenta ao longo de uma parede com estampa. A terceira porta da esquerda para a direita está marcada com cor diferente. Ela representa uma decisão mais assertiva que o gestor pode tomar partindo dos dados em uma DRE.

DRE é informação

Assertividade deve ser uma busca constante na vida do gestor. Seja em propostas, estratégias e principalmente em decisões, deve-se sempre mirar os melhores resultados de um jeito eficiente.

O caminho mais fácil para uma decisão assertiva é a informação e isso uma DRE pode oferecer de sobra. Quando bem organizada, a Demonstração do Resultado de Exercício permite que se tenha um panorama das finanças do seu negócio com clareza, precisão e confiabilidade.

Contudo, a assistência de um contador especializado é imprescindível tanto na elaboração quanto na leitura da DRE. Primeiro porque o profissional de contabilidade é o único habilitado a assinar e formalizar relatórios contábeis. No mais, contadores possuem toda a expertise necessária para auxiliar na interpretação dos dados, atuando como verdadeiros consultores na área de finanças.

Cercado da melhor equipe e munido dos melhores dados, o empreendedor tem muito menos chance de tomar uma decisão que ponha em risco o futuro do seu negócio. Assim, a direção mais provável será a do sucesso.