13/07/2021

Pequenas empresas crescem em confiança pelo terceiro mês sucessivo

Micro e pequenas empresas do setor de serviços, comércio e indústria crescem em expectativa nos próximos anos

Pequenas empresas crescem no índice de confiança pelo terceiro mês sucessivo, segundo a Sondagem Econômica MPE, realizada pela Sebrae em parceria com a FGV (Fundação Getúlio Vargas).

O acréscimo do índice de confiança dos setores no último trimestre foi de 14, 4 pontos, após uma queda no primeiro trimestre igualada ao índice da recessão de 2014.

Só em junho eles cresceram 2,4 pontos, totalizando 95,9, maior pontuação desde novembro de 2020.

Esses dados são de três principais setores: indústria, comércio e serviços. Eles apresentaram uma melhora no mês de junho e alguns deles cresceram em expectativa pelos próximos meses. 

Indústria, comércio e serviços

O setor que obteve maior crescimento em junho foi o da Indústria, no Índice de Confiança da Indústria (ICI-MPE), com aumento de 6,32 pontos, totalizando o resultado de 103, 9 pontos, maior índice desde fevereiro deste ano.

Atrás da Indústria, estão os Serviços, com crescimento de 5,3 pontos em junho, enquanto o Comércio cresceu 1,3%.

O MPE da Indústria cresceu por conta do momento atual e da expectativa para a crescente produção do próximo trimestre. 

O número de empresas que reivindicam os estoques excessivos e insuficientes diminuiu, e pequenos negócios desse setor sentiram uma melhora significativa em seus negócios em junho,  resultando no aumento de 3,2 e de 2,9 na demanda interna atual. 

Dentre os departamentos, o setor alimentício foi o mais destacado e o vestuário o que recebeu menor índice de recuperação, recuando 7 pontos.

Atrás da Indústria, estão os Serviços, com crescimento de 5,3 pontos em junho, e depois o Comércio, com 1,3%. Os Serviços totalizam 95,2 pontos, o maior resultado desde fevereiro de 2020. 

Já o Comércio recebeu um aumento no índice de confiança, somando 91,8 pontos, mas o índice de expectativas para o próximo trimestre recebeu queda.